quinta-feira, 31 de maio de 2012

O amor dos animais é incondicional, verdadeiro e leal.


Querido amigos, em tempos de saudosismo e tantas coisas acontecendo, no aconchego da minha casa e na companhia incondicional da Vida, minha cachorra, lembrei-me como o Clodovil amava seus filhos. Sim, os cachorros que moravam com ele na mansão aqui em Ubatuba, eram tratados como filhos e sua verdadeira família. Certa vez, os Pugs Castanhola, Antônio, Carmem e Zeca ficaram doentes, com Leishmaniose, adquirida depois de serem picados por mosquitos. Ele ficou desesperado e não sabia o que fazer. Levou-os a um especialista renomado em São Paulo, onde ficaram internados por dois meses. "Gastei 9 mil reais para salvá-los. Preferia que me matassem, a ter que sacrificá-los", disse Clodovil, reiterando o seu amor pelos cães que até dormiam em sua cama. "Eles dormem comigo, não tenho medo de pegar doenças." Clodovil gostava de dizer que Castanhola salvou sua vida duas vezes, quando estava com sérias dificuldades financeiras e pensou em se matar. Numa das situações, contou ele, a cachorrinha Castanhola apareceu em uma visão, impedindo que ele cometesse uma besteira. Em outra, quando o funcionário que o encontrou em seu quarto. Este só entrou no quarto porque estava na hora de dar o remédio de Castanhola, que dormia com ele. Quando o funcionário a cachorrinha estava inquieta tentando despertar a atenção dele para que visse Clodovil caído.  Após sua morte, os cães foram adotados por amigos de Clodovil. Antes de morrer, uma das maiores preocupações dele era saber com quem ficariam os cãezinhos. A Pug Castanhola foi adotada pelo seu ex-assessor Klaus Agabiti. Um outro cachorrinho, o Pandeiro, por equívoco acabou em mãos erradas, de uma pessoa que não era tão amiga de Clodovil, e foi para o Chile. Na mansão ainda ficaram três pastoras-alemãs - Festa, Alegria e Felicidade. Como ainda estão sendo adestradas, ninguém se ofereceu para tomar conta delas. O amor dos animais é incondicional, verdadeiro e leal. Nos dias de hoje tá mais fácil conviver com os animais, que dizem irracionais, do que com os seres racionais e inteligentes, concordam?





2 comentários:

  1. maravilhoso só mesmo Clodovil , parabens João Toledo por esta tua atitude de preservação da memoria dele !

    ResponderExcluir
  2. Realmente um Pug torna-se parte de nossas vidas como um filho, tenho um e sou capaz de qualquer coisa por ele, entendo perfeitamente o amor que o Clodovil sentia...

    ResponderExcluir